Velocidade média das conexões de banda larga no Brasil subiram 27% em comparação com medições realizadas a seis meses antes, os números foram apresentados em relatório entregue pela empresa Ookla, responsável pelo site de medições SpeedTest.

O relatório apresentado através de uma consultoria, coletou informações dos meses entre julho e setembro de 2018. Um dos indicadores apontados foi o de velocidade média do acesso, onde a média das conexões brasileiras chegaram aos 24,9 Mbps. A coleta anterior de dados feita a 6 meses atrás, havia sido de 19,6 Mbps, numero muito próximo ao entregue no último levantamento pra Agência Nacional de Telecomunicações .

Assim como no levantamento da Anatel, este novo estudo também identificou que o avanço da velocidade de acesso está diretamente relacionado com a melhoria das tecnologias utilizadas nas redes dos Provedores e demais operadoras, como o FTTH. Além disso, houveram aumentos das ofertas de pacotes com velocidades maiores e valores mais baixos, e ainda, o crescimento é devido a expansão das redes para novas localidades em que não haviam atendimento antes.

O crescimento dos Provedores Regionais ou Operadoras de Pequeno Porte, conforme nova denominação determinada pela agência, está influenciando positivamente o crescimento do mercado. Os ISPs deram um salto no uso da Fibra Óptica como tecnologia base para as suas redes, o que não só melhora os números do setor, mas também barateia os custos de aquisição destes equipamentos e materiais.

No primeiro semestre de 2018, a tecnologia com maior crescimento líquido foi a fibra óptica. Foram 173,6 mil adições na base total da Anatel, que representam um crescimento de 4,76% na utilização da tecnologia. Em 1 ano, foram mais de 1,6 milhão de linhas a mais do que o mesmo mês de maio em 2017 (aumento de 70,55%), a base FTTx no País já é de 3,822 milhões de acessos.

 

CENÁRIO LOCAL X MUNDIAL

Mesmo com o momento positivo do Brasil, se comparado a outros países, o avanço não foi tão expressivo. Nossa evolução neste mesmo período, foi mais positiva em outros países. Atualmente o Brasil ocupa a posição de 62º no ranking mundial de internet mais rápida, listagem que conta com 130 países ao total.

Na américa latina ficamos atrás de Chile, Panamá, Uruguai e Paraguai.

Para se ter um panorama global da velocidade de conexão à internet, ainda estamos longe dos picos atingidos em outros países que estão no top desta lista no mesmo período levantado.

Singapura atualmente é o primeiro lugar, atingindo conexão média de 184 Mbps, ficando acima de países como a Coréia do Sul que figura o topo da lista a vários anos. Os Estados Unidos estão em 7º lugar, com conexões médias de 101 Mbps.

A média da velocidade global no acesso fixo à internet foi de 49,26 Mbps em setembro, quase o dobro da média de velocidade brasileira. No upload, a situação foi semelhante. Nossa velocidade média era de 11,87 Mbps, ante média mundial de 24,2 Mbps.

 

CENÁRIO DO MÓVEL

Para o mercado de banda larga móvel, o panorama brasileiro já é melhor. Nosso país subiu 4 degraus no ranking destes 130 países na questão móvel. Passamos para a 67º posição em setembro.

A velocidade média da conexão via banda larga móvel foi de 20,25 Mbps apenas em setembro, e o upload de 8,14 Mbps. Ainda abaixo da média mundial de 23,64 Mbps e 9,34 Mbps registrada pela Ookla.

 

Acompanhe o nosso Blog e fique por dentro de novidades, informação, regulamentação, eventos e tudo que acontece no mundo das telecomunicações.

Entre em contato com a nossa equipe e conheça nossos serviços para Provedores Regionais. Não perca a oportunidade de participar de nossas promoções, como a Black November.

 




 

 

 

 

 


 

OUTROS POSTS EM NOSSO BLOG SOBRE ESTE TEMA:

Com fibra óptica e maiores velocidades de conexão, Provedores Regionais voltam a elevar os acessos da banda larga fixa