A Celpe – Companhia Energética de Pernambuco, realizou um levantamento, no mês de julho, para mapear a situação de seus postes nos municípios da região conhecida como a Grande Recife. Ao todo, foram estudadas as redes de 9 cidades. São elas: Abreu e Lima, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Igarassu, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista, São Lourenço da Mata e Recife.

Esta operação identificou que mais de 400 empresas instalaram redes em postes de maneira irregular na região, sem contrato com a concessionária de energia. Para se ter ideia, a capital pernambucana (Recife), possui mais de 117 provedores de banda larga catalogados pelo estudo, e a companhia registrou que apenas 19 destes estão com contratos de regularidade para uso dos postes.

 

A OPERAÇÃO

A Celpe realiza estes formatos de estudos devido a sua constante operação de ordenamento de postes, que resultam na limpeza das redes após a remoção das instalações clandestinas estudadas. Durante estas ações de fiscalização, que são periódicas, a concessionária notifica as empresa que possuem contratos de compartilhamento de postes e estão aptas legalmente para a ocupação.

O aviso em período prévio às companhias, é para que revisem suas identificações nos fios e equipamentos de rede ou que regularizem alguma outra situação. As demais instalações clandestinas tem seus cabos cortados e removidos pela distribuidora de energia.

 

As ações preventivas de ordenamento visam o cumprimento dos padrões técnicos exigidos pela Celpe aos provedores de internet, o que impacta diretamente na redução da poluição visual e garante que as normas de segurança estão sendo seguidas. Trabalhamos com tolerância zero às instalações irregulares, e estamos intensificando as atividades de combate ao desvio padrão na instalação de cabos de internet em nossos postes”, pontuou o Gerente Operacional da Concessionária, Evandro Simões.

 

O Gerente Operacional também relata que a Celpe vem fazendo um trabalho a mais de 3 anos na supervisão e coordenação das suas redes, pra regularizar as situações de excesso de fiação de empresas de telefonia e de internet. A distribuidora que tem projetos de ordenamento contínuo nas redes, já removeu mais de 25 Toneladas de fios desde o início destas operações. Em 2018 já foram mais de 7 Toneladas de fiações removidas.

 

A companhia ainda não divulgou as datas e nem por quais localidades iniciará sua nova ação de limpeza de fiações irregulares. Apenas foi divulgado que as empresas que estão regulares receberão suas notificações para a manutenção da rede.

 

RESULTADOS DE 2017

No ano passado a Celpe removeu 15 toneladas de fios irregulares que estavam instalados clandestinos em postes da concessionária. Foram mais de 100 Km de linhas de transmissão revisadas e catalogadas cerca de 1400 irregularidades em postes.

 

BAHIA

A poucos meses a Coelba retomou suas ações no estado da Bahia, a companhia já atua com mais intensidade neste serviço desde 2015.

Atualmente, a Coelba compartilha 1.038.000 postes com 37 empresas de telecomunicações em todo o estado da Bahia. Em 2017, foram gastos R$ 3,94 milhões com o ordenamento de cabos de uso mútuo. Foram ordenados 40,4 quilômetros de rede e removidos 8,5 quilômetros de cabos.

 

SANTA CATARINA

Outro estado que teve operação de ordenamento de postes foi Santa Catarina. A região de Balneário Camboriú passou recentemente por limpeza das fiações de telecomunicações irregulares em seus postes.

O mutirão foi organizado pela COSIP (Custeio de Serviços de Iluminação Pública) e contou com a participação da CELESC (Centrais Elétricas de Santa Catarina) e das operadoras e provedores de telecomunicações da região atingida pela ação.

 

Acompanhe o nosso blog e fique por dentro de todas as notícias e atualizações do mercado de provedores regionais no Brasil.

 

FONTE: Jornal do Commercio | Mhemann



Outras Notícias Relacionadas em nosso Blog sobre esse tema:

Coelba reinicia operação de ordenamento de cabos de telecomunicações em postes

 

Companhia Paulista Inicia Reordenamento de Postes em toda sua Área de abrangência!

Cabos clandestinos serão removidos de postes da Eletropaulo

Fiações de telecomunicações terão limpeza em postes de Santa Catarina

Anatel realizou 2.187 fiscalizações a mais que o planejamento