Foi anunciado pela Google Brasil no início deste mês de Junho, a entrada em operação do cabo submarino Monet, que conecta o Brasil à Flórida, nos Estados Unidos.  O cabo foi construído numa parceria do Google com a Algar Telecom, a Angola Cables e a Antel. São 10.556 quilômetros de extensão, contando com seis pares de fibra, capazes de transferir 64 terabytes de dados por segundo.

O fortalecimento da rede mundial passa pelas grandes conexões por fibra óptica. E essa nova infraestrutura deve refletir diretamente na qualidade dos serviços de banda larga, além de aumentar a velocidade das conexões para o mercado brasileiro de internet. Além disso, o cabo vem para reforçar e dar conta de todos os serviços do Google, e isso incluindo todas as operações em Cloud.

Para conseguir mensurar isso, tenha ideia de que somente as plataformas da companhia, incluindo nesse grupo o “Busca, Chrome, Youtube e Gmail”, contam com mais de 1 Bilhão de usuário todo mês.

Implementado por uma parceria de gigantes das telecomunicações, o Monet conecta diretamente a cidades de Boca Raton, nos EUA, a Fortaleza (CE) e Praia Grande (SP). A confirmação do início das operações da nova linha foi apresentada pelo Presidente da Google Brasil, Fábio Coelho, durante o evento Google for Brasil, ocorrido em São Paulo neste mês de Junho.

Além da entrada em operação do Cabo Monet, o presidente da empresa ainda ressaltou a importância da conclusão do sistema inteiro que ainda conta com os cabos Junior e Tannat, que devem entrar em operação ainda em 2018.

 

“Estes três cabos vão ajudar a suprir essa demanda ao ampliar a infraestrutura digital da região, tornando a transmissão de dados mais eficiente, veloz e segura”, disse Fabio Coelho, presidente do Google Brasil.

 

NOVIDADES E PROXÍMOS LANÇAMENTOS

O sistema que o Google e parceiros estarão inaugurando ao longo de 2018 vai além do Cabo Monet. Ao longo dos mais de 12 km de extensão, o sistema ainda se conecta aos Cabos Junior e Tannat. Através destes, o Brasil deverá ter sua base reforçada após suas instalações, conectando os próprios territórios do país e até países e regiões vizinhas.

JUNIOR:

O Cabo Júnior, faz parte de um investimento exclusivo da Google e, com 390 quilômetros de extensão, ligará Praia Grande no litoral paulista, na extremidade do cabo principal, ao estado do Rio de Janeiro.

Composto por oito pares de fibra óptica, o cabo será operado unicamente pela empresa. Sua implementação visa desafogar o tráfego de dados entre os estados de Rio de Janeiro e São Paulo, os dois mais populosos do país.

Além do diferencial de pertencer exclusivamente à Google, o Júnior se destaca por conta do uso de tecnologia nacional. Em intervalos regulares ao longo do cabo, há um conjunto de repetidores de sinal responsáveis por garantir a intensidade das informações propagadas pela estrutura.

Esses componentes foram desenvolvidos pela PadTec, companhia brasileira localizada em Campinas (SP).

 

TANNAT

Por último, o Tannat também deve começar a operar até o fim do ano, desdobrando-se por 2.000 quilômetros. O cabo que teve o início de sua implantação realizada com uma cobertura exclusiva da Mhemann em agosto do ano passado, está entrando em seus últimos meses de conclusão.

O cabo vai ligar Praia Grande à cidade de Maldonado, no Uruguai. Com capacidade para transmitir 90 terabytes por segundo, essa estrutura será a etapa final da conexão iniciada pelo Monet nos Estados Unidos. A parceria entre as empresas acontece com um investimento aproximado de U$ 73,8 milhões somente para este trecho.

ACOMPANHE OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS EM NOSSO BLOG:

GRANDE DIA PARA AS TELECOMUNICAÇÕES – COMEÇA A SER IMPLANTADO SISTEMA DE CABOS QUE LIGA URUGUAI, BRASIL E ESTADOS UNIDOS

China Unicom interligará Brasil à África através de cabo submarino

South África-Brazil – Novo Cabo Submarino SABR ligará Brasil, África do Sul e Índia

 

Cabo ARBR da Seaborn que ligará a Argentina ao Brasil tem fornecedora de infraestrutura anunciada