O cabo submarino de fibra óptica South Atlantic Cable System (SACS) da Angola Cables, começou a ser instalado na última quarta-feira, 09/08, ligando Brasil e Angola pelo Atlântico Sul. O projeto tem estimativa de ser concluído em cerca de cinco meses, conectando Fortaleza, no Ceará, a Luanda, em Angola.

A capacidade de transmissão será de 40 Tbps, a troca de dados será feita em até 63 milissegundos passando por 6 mil quilômetros de extensão.

Hoje, além do SACS a Angola Cables conta com outros dois grandes projetos no Brasil, totalizando US$ 300 milhões em investimentos. O cabo Monet, que ligará Miami, nos Estados Unidos a Santos, passando também por Fortaleza, conta ainda com as participações do Google, Algar Telecom e Antel (Uruguai). O Monet tem previsão para começar a operar no último trimestre de 2017.

O segundo projeto é a construção de um data center internacional em Fortaleza para funcionar como um agregador de cabos submarinos de fibra óptica. Em construção, ele iniciará suas operações no primeiro semestre de 2018.

Atualmente o Brasil tem 7 cabos submarinos em funcionamento e 9 em construção, incluindo o South Atlantic Cable System.

FONTE: Abranet

Cabo Submarino Seabras-1 que liga Brasil aos Estados Unidos será lançado em Setembro